14 setembro, 2016

TOP 5 - 5 Diferenças do Livro e Filme De O Lado Bom da Vida




Oi gente tudo bom com vocês? Acredito já terem ouvido falar muito bem e muito mal sobre o Lado Bom Da Vida, tenho certeza que o livro não os desapontou, mas para saber o porquê de tanto falatório e de tantas diferenças precisamos fazer uma comparação das ideias apresentadas em ambas as obras. Neste Top 5 exponho as diferenças entre elas, então vem comigo saber mais.


1     1-    Internação e Problemas Mentais


  Pat é descrito no livro por ter transtornos de bipolaridade e por isso chegou a ser internado, no filme é apresentado por ter problemas mentais e transtorno de comportamento. O fator que gera seus momentos de surto levando a ser internado e a agressão no qual prestou ao amente de sua mulher ao pegar – los no flagra, o que só tomamos conhecimento no final do livro. Já no filme ele descobre a traição no começo e tem episódios de surto ao escutar a música tema dele e de Nikki tocada em seu casamento, que estava sendo reproduzida no momento em onde ela estava o traindo com o tal amante.


                                    Resultado de imagem para pat e o terapeuta o lado bom da vida

  Os momentos de surto e as divergências a respeito do problema mental dele são perceptíveis, pois no contexto das obras ele rege o ponta pé inicial para sabermos porque ele foi retirado da clínica e o motivo de não ter contato com a sua esposa. O fator metal interfere e chega a mudar o curso da história dependo da forma como é conduzido, por isso gera uma pequena confusão. 


2           2-    Tiffany

   A Tiffany é uma personagem com dois momentos diferentes porque no livro ela não tem o destaque merecido, pois é apenas vista como uma amiga e apoio psicológico de Pat nos momentos ruins. No filme a grandeza no qual a personagem adquire é surreal.


                                              Resultado de imagem para tiffany o lado

  A diferença das duas Tiffanys é simplesmente a forma como é encaixada na história porque no livro ela não se coloca muito e ainda disputa espaço com a família do Pat e como o time do coração os Eagles. Já no filme ela toma espaço e cresce ao ser interpretada por Jeniffer Lawrence. A Tiff chega a enfrentar o pai do Pat quando impõem sua opinião a respeito do futebol americano e a liga.



       3-    Família

A família Peoples tem um protagonista diferente, o pai de Pat que no livro não liga para ele e mal da atenção ao mesmo, já no filme parece ter uma postura mais maleável sobre o que acontece com o filho. Quanto a mãe do mesmo ela vive a tentar a gradar o marido e ao filho, pois ambos não se dão muito bem isso se remete as duas obras em tempos diferentes.

O irmão do Pat aparece em poucos momentos também em ambas produções, a figura dele está mais relacionada ao momentos de futebol quando o time do coração da família se reúne. Tendo uma participação breve nas construções no qual é apresentado.

4          4-    As Cartas

As cartas no filme foram uma ideia de Pat para reconquistar sua esposa e Tiffany foi a pessoa que se ofereceu para entrega – las e em troca dessa ajuda ele dançaria com ela no festival de dança. No livro essas cartas procedem de uma forma diferente porque a ideia foi da própria Tiff. Mas o fator comum entre as cartas é o fato de serem escritas pela própria pessoa que as entregava pelo simples motivo dela está afim dele.

                                   Resultado de imagem para tiffany o lado
     5-    A Dança



   A dança no livro é mas no meio e antes das trocas das cartas, vindo de um pedido de Tiffany para que ele competisse com ela, o Pat acaba cedendo sem pensa no lance das ajudas. Já no filme a troca de cartas vem antes e ai vem a necessidade dela pedir alguma coisa em troca das supostas entregas, neste caso a dança acontece como o fechamento da produção, ou seja, no final. E as construções na qual são colocadas mudam totalmente o contexto das duas distintas obras.
                                   Resultado de imagem para A DANÇA O LADO BOM DA VIDA

  O momento da competição é um ponto alto no filme bem diferente do livro, pois como Tiffany tem uma presença maior acaba dando mais espaço para mostrar os ensaios então acabamos por querer ver mais do dança do que saber sobre os outros temas transversais tratados.



  Sendo a mesma história mais com contrapontos e situações opostas o Lado Bom Da Vida vem para atrair seu público nos diferentes estilos, ou seja, leitura e cinematografia. É uma produção muito boa e vale a pena conferir. Espero que tenham gostado e deixem seu comentário. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

imagem-logo
© Do meu mundo ao seu mundo - 2016. Todos os direitos reservados.
Design por: Rachel Domingos - Apê Design.