15 junho, 2016

Resenha Filmes #10: Como Eu Era Antes De Você





  Oi gente tudo bom com vocês? Já pensou na possibilidade de se apaixonar em seis meses? Não! Bom não foi isso que Louisa Clark pensou ao aceitar o emprego de cuidadora de um empresário. Ele, Will Traynor sofreu um grave acidente de moto e ela recebeu a obrigação de mudar a vida dele em um período curto de seis meses. Será que ela vai conseguir?  Ou deixará o amor tomar conta do seu coração? Vem comigo saber mais.


  Essa rápida história de amor começa quando Will Traynor sai de sua luxuosa cama e vai trabalhar, ao se ver precisando de um táxi, avista um do outro lado da rua. Mas por está distraído ao celular pouco nota o transito e acaba sofrendo o acidente. Já Louisa Clark é uma garota sem muitas perspectivas de vida que usa roupas estranhas e muito exóticas , além de morar numa cidade pacata cheia de lindos castelos.



  O destino dessas duas pessoas tão diferentes vão se cruzar no exato momento onde Lou perde seu atual emprego e Will vai morar com seus pais por precisar de cuidados maiores. Como ele não tem uma cuidadora, a pessoa mais próxima e menos habilitada mora na mesma cidade de seus pais. Tchram os mundos se cruzam e ela terá a missão de mudar a vida dele em seis meses.






  Todo primeiro contato com outra pessoa completamente diferente de você tem lá seus estranhamentos, mas como diz o ditado os opostos se atraem. A partir desse momento um vai conquistar o outro ela com seu jeito tagarela de ser e ele com seu jeito culto e um pouco fechado de ser, mas toda pessoa fechada um dia á foi um romântico incontrolável.  




  Clima de romance define todos os momentos deles e viagens que farão juntos os momentos de desespero e angustia. Em seis meses eles se amaram e ele mudara a perspectiva de vida dela, vai lhe mostrar o mundo e tudo em volta deles.



   É possível amar alguém em seis meses e da seu tempo e amor incondicional a ele? Isso é algo muito difícil de se pensar sei disso, mas não houve obstáculos para Lou largar tudo para dar seu tempo a Will. Se pensa que vai chorar no filme...hm leve seu lencinho e espero ter gostado dessa resenha.



Pausa Para A Crítica

   Eii você, espera a crítica para poder ir  ao cinema, calma que Will e Lou não vão fugir.

  Não sou de gostar de todos os filmes de romance, mas esse em especial foi muito perfeito. A história é muito bonita, é aqueles romances que prendem a pessoa e mostram o quanto é importante se entregar a algo mesmo sem saber quais frutos serão colhidos no futuro.

  Os sotaques britânicos dos atores foi algo muito perfeito e por isso vai o alerta, não veja dublado para não perder toda a magia das falas. A entonação das mesmas a cada final de frase apaixona muito tanto aos ouvidos quanto a cada palavra dita e banhada em tal perfeito sotaque.

   A caracterização dos personagens... IMPECÁVEL, literalmente perfeita condiz muito com a descrição deles feita pela a autora Jojo Moyes. As roupas da personagem principal Louisa ficaram muito bem feitas algo espontâneo e bem descombinado, já o Will é aquele cara de terninho todo engomadinho e adepto de cores escuras.

   A trilha sonora, se você conhece as músicas primeiro vai querer cantar todas e quando se escuta Ed Sheeran regando um filme romântico a primeira coisa é prepare –se para chorar, porque a trilha influência muito se você vai ou não chorar.

  Gostei bastante do filme e nem preciso dizer está mais do que recomendado, podem assistir. Agora corram pro cinema até próxima resenha e se chorarem levem seus lencinhos.




2 comentários:

  1. Olá lindona,
    Eu amei a crítica, ainda não assisti o filme mas estou ansiosa para ir ao cinema.
    Foi muito bom ler um pouco e saber a sua opinião. Espero poder em breve ver o filme e sentir fortes emoções.
    Beijos lindona.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é muito bom te recomendo muuito assistir, que bom que gostou da minha opinião sobre ele. Bjs

      Excluir

imagem-logo
© Do meu mundo ao seu mundo - 2016. Todos os direitos reservados.
Design por: Rachel Domingos - Apê Design.