30 março, 2016

Texto: Entendendo Objetos Cortantes







Oi gente tudo bom com vocês? O post de hoje é mais uma reflexão sobre a trama do livro objetos cortantes, que é um livro que possui além de uma loucura familiar um pouco de uma trama policial e um pequeno pé no jornalismo investigativo. É uma junção interessante e que é bem interessante para todos lerem. Trouxe mais uma explicação sobre essa trama toda e vem conferir o post.  




Objetos cortantes é uma livro bem instigante, complexo e possui um pouco de tudo que gostamos. Possui um pouco de suspense policial e jornalismo investigativo.



No começo do livro vemos que cada personagem na família possui algo diferente uns mais loucos que os outros a começa por Adora mãe de Camille, mas no começo do livro já temos informações de que ela tem problemas com objetos cortantes e por isso parou numa clínica psiquiátrica.



A trama toda do livro gira em torno de assassinatos premeditados, mas eles começam quando uma das meias irmãs da Camille morre. Causas? Doenças caudas pela pessoa que cuida.



O que deixa tudo mais interessante é que o assassino está mais perto de todos e que depois de várias investigações e pequenas descobertas internas os detetives e a própria jornalista saberão o que atormenta a pequena cidade de Wind Gap.



A trama possui muitas peças como um quebra cabeça que aos poucos são juntas e quando se descobre o porquê do nome do livro, um pouco antes do final tudo é solucionado.



O que quero dizer é que nas pequenas coisas vamos descobrindo o que a autora quer nos dizer quando juntamos uma trama policial com jornalismo o que casa bem quando o livro é feito por uma jornalista.



A complexidade da trama é bem grande para uma obra tão pequena e é por isso que não de terminar. Espero que tenham gostado deste post e até os próximos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

imagem-logo
© Do meu mundo ao seu mundo - 2016. Todos os direitos reservados.
Design por: Rachel Domingos - Apê Design.