20 outubro, 2014

Resenhas Livros #02: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar

                                   

O livro como todo mundo deduz pela capa fala sobre a historia de Esther Grace Ealr, mas o diferencial desse livro é o fato de ser tudo ou a maioria com as experiencias dela.  A historia conta passo a passo da vida dela e como foi descoberto o câncer enfatizando idade e todas as dificuldades vividas pela personagem.  No livro podemos perceber que por mais difícil que fosse ter o câncer que ela tinha no estagio no qual ele ia evoluindo ela nunca deixou de viver a vida amando e sendo amada por todo mundo a sua volta.

Ela conta e mostra conversas que teve com seus amigos virtuais tanto do Skype como dos chats de seus diversos blogs, os mesmos eram uma forma dela interagir com outras pessoas sem que soubessem o que realmente vivia e que estava doente. Mas como tudo uma hora acaba sendo descoberto, seus amigos descobrem que ela tem câncer e por mais que se preocupassem e vivessem cada momento de dor e felicidade tentavam por em suas mentes que Esther não tinha nenhuma doença e que simplesmente estava salvável!
Esther era apaixonada por ler, desenhar, ver seriados de tv e jogar game board com seus irmãos. A saga favorita da mesma era Harry Potter no qual ela fez de tudo para acompanhar e ir as feiras e sentir de perto toda a energia que as bandas tinham para oferecer, alem de tirar fotos com quem estava caracterizado. Em uma dessas feiras conheceu seu amigo escritor John Green que aceitou como todos os outros as debilidades dela e mostrou mais do que o mundo literário tinha a oferecer.  
As pessoas que Esther fala que mais amava e cita no livro são seus familiares, amigos e seus gatos. Ela interagia  com todos os irmãos e tinha uma certa afinidade com suas irmas, mas preferia seus amigos virtuais nos quais se comunicava diariamente.  
 Depois de conhecer e transformar seus amigos virtuais como parte de sua família ela usa de seu desejo ( quem ler entendera melhor no livro o que vou falar) para poder encontrar seus amigos e passar um tempo com eles se divertindo e o mesmo é realizado. Isso fez com que todos amassem mais Esther. 
Nos momentos mais sofridos da historia quando ela esta passando mal mesmo que sua doença esta em um estado grave ela se sente mais debilitada para algumas coisas, em alguns momentos do livro tem relatos e passagens de historias que ela escreveu e depoimento de pais e amigos.
Vou parar por aqui esta resenha queria escrever mais porem não vou contar o final do livro porque odeio ser injusta com quem ainda nunca leu. Fiquem com essa pequena resenha e um beijo!


                                                                                          Por: Renata  Vasconcelos 

4 comentários:

  1. Esse livro é muito lindo emocionante.

    Blog http://cantinhodacarolll.blogspot.com.br/2014/10/livros-e-filmes-que-serao-lancados-em.html

    Página https://www.facebook.com/pages/Luxuoso-Estilo/175631289312048

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito também, mas pelo fato dele ser meio que um diário eu me choquei mais do que me emocionei porque ele não fantasia os fatos e isso se torna bem interessante na hora que tu ta lendo.

      Excluir
    2. Sim, verdade esse livro é muito recomendado na livraria onde eu trabalho, mas tem um pessoal que confunde ele com A culpa é das estrelas, acha q vai ser a mesma coisa.

      Excluir
    3. A Culpa Das Estrelas como já diz foi baseado na vida dela e o livro a Estrela Que Nunca Vai Se Apagar fala da vida dela e com depoimento e tudo as pessoas as vezes confundem o real do fictício.

      Excluir

imagem-logo
© Do meu mundo ao seu mundo - 2016. Todos os direitos reservados.
Design por: Rachel Domingos - Apê Design.